Zambujeira do Mar-Vila do Bispo -Sagres

Zambujeira do Mar

Excelente miradouro sobre a praia, a Zambujeira do Mar é uma pequena povoação de pescadores onde ainda se consegue sentir a calma e a tranquilidade.

As bonitas praias são um dos principais motivos de atracção aos muitos visitantes que aqui chegam, sobretudo durante o Verão, devido às suas condições naturais ainda preservadas e para a prática de desportos náuticos.

O turismo de natureza e o desporto são as vertentes mais fortes desta região que se integra no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

A nível de eventos, uma das grandes atracções desta zona é a realização do Festival do Sudoeste, em Agosto, na Herdade da Casa Branca. Durante três dias acontecem vários espectáculos de música, atraindo então centenas de jovens.

Vila do Bispo

Apesar do seu nome imponente, Vila do Bispo é agora uma povoação tranquila, longe das multidões do centro do Algarve. Possui uma atmosfera rural, já que a região é rica em cereais, e até existem alguns moinhos de vento ainda a funcionar.

A igreja matriz de Nossa Senhora da Conceição é conhecida pela pureza das suas linhas, um interior decorado com belos azulejos do século XVIII e um altar em estilo barroco que data de 1715.

O Cabo de São Vicente, varrido pelo vento, situa-se no extremo sudoeste da Europa. Os romanos chamavam-lhe o Promontório Sacro e, na Idade Média, acreditava-se que era o fim do Mundo: hoje, a paisagem ainda nos parece impressionante, com grandes penhascos enfrentando o Atlântico onde as ondas cavaram cavernas profundas. Segundo a lenda, foi na península isolada da Ponta de Sagres que Dom Henrique, o Navegador, construiu no século XV uma fortaleza para enviar os seus marinheiros na missão de explorar os mares desconhecidos.

Vila do Bispo é um dos poucos locais da região do Algarve onde a natureza selvagem, aliada a um património histórico cultural riquíssimo, se mantém intacta.

Localizando-se no extremo mais ocidental da região, e com condições únicas e belezas raras que convidam a uma visita prolongada, apresenta duas realidades distintas: a costa ocidental - pouco recortada, e onde desaguam pequenos cursos de água doce - e a costa meridional, mais recortada em resultado da erosão, oferecendo uma magnífica uma visão de enseadas, baías e praias paradisíacas Ao nível gastronómico o peixe sempre fresco e os famosos mariscos, de onde sobressai os famosos percebes.

Não esquecer de visitar a praia da localidade da Carrapateira onde fica situada as famosas praias do Amado e da Bordeira, excelentes para prática dos desportos de ondas como o surf ou bodyboard.

Sagres

Com origem anterior à conquista romana, foi no séc. XV que Sagres ganhou grande importância.

A presença frequente do Infante D. Henrique, durante o início da navegação atlântica e da descoberta da costa africana até ao Golfo da Guiné, associou para sempre este simples porto de pesca aos Descobrimentos.

Na Ponta de Sagres, gigantesco dedo de pedra apontando para o Oceano, algumas edificações evocam ainda o passado deste local que faz parte da história do mundo, lembrando a Vila do Infante e a fortaleza que a protegia, fundadas pelo Infante D. Henrique.

Perto, no extremo sudoeste do continente europeu, fica o Cabo de S. Vicente (Promontorium Sacrum dos Romanos), onde se abre um vasto horizonte de céu e mar.Sagres, zona de cruzamento de rotas entre o mar Mediterrâneo e o oceano Atlântico, porto de pescadores e comerciantes de várias nações, mas também, zona assolada por corsários.

A "vila do Infante" é uma imponente fortificação em Sagres, construída em meados do século XV pelo Infante D.Henrique. Local de afetividade do Infante, a edificação é o prolongamento humano do rochedo natural e foi durante séculos a principal praça de guerra de um sistema defensivo marítimo geo-estratégico.

Um lugar mítico e mágico da história dos Descobrimentos portugueses, que, como afirma Fernando Pessoa na "Mensagem", nos diz que: "o mar sem fim é português". Sagres tem também várias praias de areais dourados e de águas límpidas,as praias como Tonel mesmo ao lado da Fortaleza, Beliche e Mareta são também outras praias de eleição para prática do surf, ou para saborear um copo de vinho contemplando este belo mar infinito…